Controle de ponto online pra gestão de jornada fixa e home office.

Sumário

Trabalho Home Office: veja o manual para o RH e Gestores de áreas

trabalho home office

O trabalho home office teve sua explosão no enfrentamento da pandemia. No começo o trabalho de home office atendia a poucas empresas, geralmente no ramo de tecnologia ou marketing, e quando se procurava profissionais para serviços de freelance.

Contudo essa modalidade vem crescendo. Mesmo antes da pandemia, como apontam os dados da pesquisa publicada pelo Linkedin, entre 2016 a 2019, o Home Office teve um crescimento de 78%.

Aqui você terá informações para formar um manual para o RH e Gestores sobre trabalho home office.

Boa leitura!

O que é Home Office

Caracteriza-se trabalho home office atividades realizadas fora do ambiente físico da empresa. Apesar do nome remeter ao trabalho em casa, essa modalidade não exige isso. Você pode trabalhar onde quiser, mesmo em espaços como coworking, que são projetados com tudo que um escritório necessita.Outra questão é que não necessita estar constantemente fora, pode ser por exemplo 3 dias na semana.

Manual de Gestão do Home Office

Existem muitas dicas de gestão para o home office. Você encontra dicas direcionadas ao colaborador e outras direcionadas a gestão. 

Nossa proposta aqui é focarmos na gestão, porém esse ainda é um assunto novo. Então podemos dizer que esse tema ainda está em evolução, portanto são técnicas usadas que podem sofrer adequações.

1 – Comunicação

Em todos os campos relacionais a comunicação está na base das prioridades. No trabalho home office não poderia ser diferente. 

Porém aqui existe um desafio. No home office sua equipe nem sempre obedece o mesmo horário, já que flexibilidade é uma das bandeiras de método de trabalho.

No campo profissional as comunicações estão ligadas a tudo que envolve o desenvolvimento da empresa, como: 

  • comunicar expectativas 
  • estabelecer processos para documentar e compartilhar 
  • garantir que a equipe sinta segurança com a tecnologia 
  • segurança com ferramentas e recursos. 

Todas essas informações são de aspectos fundamentais para uma transição sem problemas para trabalhar fora do ambiente da empresa.

Porém, devido a essa peculiaridade é importante que o gestor encaminhe as comunicações de forma individual, sempre solicitando o feedback de confirmação.

2 – Contato diário

Apesar de sua equipe está longe de seus olhos, você mantém um contato diário, sem exagero, mas é importante para que o colaborador não se sinta isolado. 

Uma boa ideia é ter um calendário de reuniões virtuais de equipe e individuais. Também é importante deixar um canal aberto para que esse colaborador tenha acesso a sua gestão sempre que for preciso.

Quero ressaltar que, sempre que possível, faça esse contato através de ligação ou chamada de vídeo. As palavras escritas não transmitem emoções, então enquanto não houver interação gestor e equipe, invista em contatos de formas visíveis, isso vai estreitar os relacionamentos.

Tenha cuidado somente para que seus contatos não sejam relacionados com “cobrança”. Sabemos o quanto isso é indelicado. Quem  trabalha fora do ambiente empresarial é dotado de confiança, portanto não permita que seus contatos percam o objetivo. 

3 – Equilíbrio: Trabalho x Vida Pessoal

Ofertar opções de trabalho flexíveis, como o home office, traz benefícios para a sua equipe, porém nesse contexto temos um desafio que é ter equilíbrio entre a relação: trabalho com vida pessoal. 

Quando se começa as atividades em home office as vantagens surgem logo no início, pois na forma tradicional todos os dias se gasta tempo no translado: casa-empresa-casa. Esse tempo vai ser ocupado por outras atividades, contudo é importante criar uma cultura de equilíbrio entre trabalho e vida pessoal. Geralmente esse é o primeiro benefício notado pela equipe. 

Claro que o trabalho home office tem outros benefícios para o colaborador, pois em época de crise sanitária, poder evitar transportes públicos, estar cercado de pessoas diariamente, e sem contar com a possibilidade de contrair o vírus na rua e trazer para casa.

Porém, é também comum nesse método de trabalho que aqueles que são viciados em trabalho não tenham controle de seus horários e extrapolam nos horários e dias. Esse equilíbrio é fundamental.

Para ajudar esse equilíbrio, use seu exemplo, impondo limites. De forma prática você pode estabelecer seus próprios limites, e deixar bem claro para sua equipe, para que todos façam o mesmo. E sempre que for possível evite fazer contato fora dos limites de trabalho. 

4 – Produtividade e Futuro

Falamos no começo que tudo ainda era muito novo e que o mercado está testando essa modalidade de trabalho para sentir se continua. As leis permitem que a qualquer momento a administração volte sua equipe para o seu ambiente, mas o que vai decidir isso é a produtividade, e os resultados pesam nessa decisão.

Analisando bem, tanto a empresa quanto seus colaboradores têm grandes vantagens neste modelo, mas no fim será o resultado que vai decidir.

 Então você e sua equipe estão neste momento escrevendo um capítulo dessa história, por isso faça bem feito, prepare seus colaboradores para esse novo normal, ajude a eles a proporcionarem os resultados que todos esperam.

Quando pensamos em produtividade, você pode e deve usar os mesmos incentivos que antes era usado no modelo presencial. Isso vai animar a equipe e tornar o clima mais focado nos resultados.

Bem, essas são dicas que você pode usar ou adaptar a sua realidade. No decorrer dos processos administrativos você poderá descobrir novas técnicas, e poderá testá-las. O importante é estruturar seus colaboradores a crescer nessa modalidade de trabalho, e conseguir avanços.

O trabalho home office bem estruturado, irá trazer frutos produtivos para empresa. E para ajudar ainda mais nessa estruturação conte com a o controle de jornada de ponto da TradingWorks

Autor do conteúdo:

Edgar Henrique

Edgar Henrique

Chief Product Officer da TradingWorks e especialista em Gerenciamento de Projetos, BPM, Mapeamento de Processos, Scrum, PMP, Bizagi, CDIA+, Kofax, VB.NET, C#, VB6, SQL Server e MS Project.

Mais conteúdos do blog