Controle de ponto online pra gestão de jornada fixa e home office.

Sumário

RH do futuro: passo a passo para automatizar o controle de ponto

Cuidar do ponto dos funcionários é uma tarefa que envolve uma série de etapas. Que, por sua vez, se não forem realizadas com muita atenção podem gerar erros e fraudes e até mesmo virar um grande problema perante a legislação trabalhista. Para tornar essa atividade mais assertiva e a gestão de pessoas mais estratégica, o ideal é automatizar o controle de ponto. Um bom sistema para esse fim é um dos principais sinais de que o RH do futuro já chegou à sua empresa.

Mas como fazer isso de um jeito fácil e que não tome muito tempo? Aqui está um passo a passo completo para garantir uma implementação de sucesso. Confira!

RH do Futuro, por que?

A rotina pesada de um RH em manter toda documentação de cada colaborador em dia, sempre foi cansativa e de muito compromisso, por isso que esse é um dos departamentos mais importantes da gestão empresarial.

Porém, o avanço tecnológico trouxe diferentes demandas a esse departamento. Não quero dizer que, a parte de contratação e documental perderam sua importância.

As estratégias do RH do Futuro são direcionadas para impulsionar a motivação, desenvolver as competências e talentos individuais dos colaboradores. 

Além disso, captar e reter os melhores profissionais, implantar a cultura organizacional e analisar os recursos disponíveis para que a maior preocupação seja mais humana. Empresas assim despertam o interesse de bons profissionais.

Agora você vai ver 5 tendências do RH do Futuro, elas acompanham as principais mudanças do mercado que fazem o RH ter uma postura mais estratégica.

1 – Estratégias Digitais do RH do Futuro

Você sabe que o digital encontrou seu trilho numa jornada que não tem mais volta, dessa forma a sobrevivência mercadológica está em utilizar mecanismos digitais.

O RH não pode ser diferente, em uma pesquisa a KPMG entrevistou 1200 gestores de recursos humanos, e 67% dos entrevistados dizem estar dispostos a investir na transformação digital para tornar seu departamento mais estratégico. 

Na busca por melhores profissionais o RH deve está ligado nas tendências de mercado, mas também, não se limita a ter uma boa equipe, deve se criar na empresa uma mentalidade que dê condições dessa nova geração desenvolver sua produtividade.

2 – O Perfil da Nova Geração

As mudanças que atingem a sociedade, interferem diretamente no mercado de trabalho, e por consequente na gestão de pessoas.

Por isso o RH, deve entender dessa mutação geracional e preparar sua empresa para sobreviver ao novo. No passado, quando a tecnologia não era tão acessível, as empresas mantinham seus padrões administrativos de pai para filho.

Hoje quem não tiver uma mudança de visão, vai rapidamente encerrar suas atividades, pois a nova geração tem um perfil bem diferente.

A Pwc publicou uma pesquisa que reflete o perfil dos novos clientes do Rh, e você pode perceber que essa nova geração espera mais flexibilidade de seus gestores, veja os números:

  • 66% alterariam seus horários de trabalho;
  • 62% gostaria de trabalhar em casa eventualmente;
  • 15% dos profissionais do sexo masculino abriria mão de salário e velocidade de progressão de carreira para trabalhar menos horas por dia;
  • 21% do sexo feminino tomariam igual decisão;
  • O feedback contínuo é também é um elemento de destaque;
  • 41% gostaria de ser recompensado ou reconhecido pelo trabalho, ao menos uma vez por mês, contra 30% dos profissionais mais velhos.

Você precisa está por dentro dessas tendências, pois somente  assim poderá oferecer os incentivos e atender seus clientes da forma que eles entendem e valorizam.

Como o RH é responsável pelo engajamento dos colaboradores, é necessário que falem a mesma linguagem, andem pela mesma via de intendimento, e dados como essa pesquisa que mencionamos são sempre válidos.

3 – Os Softwares e a integração dos departamentos

Que o RH tem a visão em cima dos colaboradores isso você já sabe, mas existe um anseio por parte de seus gestores que é levar essa mesma preocupação para os administradores dos outros departamentos, tornando a empresa mais humana.

Hoje existem vários softwares com a missão de interligar a gestão de pessoas. Eles entendem que se os colaboradores não se sentirem valorizados, sua fidelidade e engajamento profissional se perderão.

O RH sabe o grande valor que tem um colaborador feliz com sua gestão, seu rendimento será bem maior, e a tecnologia tem auxiliado nessa área, pois todos devem ter o mesmo objetivos administrativos. 

 4 – Transparência na Visão Administrativa 

Esse parece ser um ponto antigo, mas é importante para os colaboradores, sentirem o compromisso administrativo com o seu bem-estar.

A nova geração percebe harmonia no seu ambiente de trabalho, e o conceito que: todos somos um time, tem que sair do discurso e virar uma realidade. 

A pesquisa da PWC também concluiu que as necessidades mais significativas são as sociais,  como: coesão de equipe, apoio e valorização pelo líder e flexibilidade.

Uma política voltada para valorização do colaborador vai mostrar com transparência a visão administrativa da empresa, isso vai transformar a empresa em um ambiente agradável e desejável de trabalhar. 

5 – Onboarding

O Onboarding, significa “embarque” em português, é um mecanismo utilizado pelo RH como o processo de realizar os primeiros passos do novo funcionário na empresa. 

 Você viu aqui que o RH deve criar uma nova visão empresarial, e no momento da equipe receber novos colaboradores, faz parte do processo de integração, mostrar a nova visão ao que está chegando. 

No processo do Onboarding será necessário contextualizar o entendimento do novo colaborador para que ele possa diferenciar o novo do antigo. 

Esse conhecimento do novo colaborador é importante pois os velhos costumes tendem a insistir em continuar vivos, por isso é bom que todos estejam engajados na nova visão.

Uma das funções do RH do futuro á a automatização do controle de ponto, e sobre isso é bem interessante que se comece pelo banco de horas.

Comece pelo banco de horas dentro do RH do futuro

Calcular o banco de horas é uma das funções que consomem mais tempo. Muitas empresas fazem esse controle por meio de planilhas, com os horários de entrada e saída registradas com a ajuda do ponto.

O RH do futuro deve trazer uma plataforma automatizada, para ser acessada via navegador ou aplicativo e que fornece saldos atualizados em tempo real. Assim, gestores e funcionaram conseguem controlar seu tempo e buscar equilíbrio por iniciativa própria.

Organize as escalas de trabalho

As escalas de trabalho também são importantes. É fundamental garantir que a empresa conte com funcionários trabalhando em todos os turnos em que funciona, sempre de acordo com as leis trabalhistas.

Com a ajuda de um sistema de ponto automatizado, é possível controlar esse aspecto. Os quadros de horários são preenchidos de acordo com as escalas programadas; e o gestor fica por conta apenas de alterar algo diante de faltas ao longo de um dado período.

RH do futuro

Facilite o cálculo da folha de pagamento

Você só consegue fechar a folha de pagamento depois que a folha de ponto também está fechada. Assim, o pagamento de horas extras pode ser feito, bem como descontos por atraso ou faltas sem justificativa.

Dessa forma, o ponto eletrônico conseguirá fazer a integração entre os dois documentos de maneira completa e rápida. A partir disso, os registros passam a ser enviados automaticamente, com muito mais praticidade, segurança, e sem a chance de falha humana, como o RH do futuro pede.

Realize a integração com o relógio de ponto

Caso a empresa ainda prefira usar o relógio de ponto, não há problema. É possível cruzar os softwares para que os dados sejam registrados tanto na máquina quanto no navegador ou no aplicativo para dispositivo móvel.

Os arquivos são facilmente importados, para que as funcionalidades estejam sempre disponíveis virtualmente. O ponto fixo, por sua vez, continua a ser usado normalmente pelos colaboradores conforme a indicação dos superiores.

Pronto! Como você pode ver, automatizar o controle de ponto é muito mais simples do que se imagina. Por isso, o RH do futuro sabe que pode evitar qualquer dor de cabeça com uma solução tecnológica e confiável como essa.

Gostou de aprender um pouco mais sobre esse assunto? Se sim, não deixe de seguir a TradingWorks no Facebook e no LinkedIn para acompanhar mais novidades e outros artigos como esse!

 

Autor do conteúdo:

Edgar Henrique

Edgar Henrique

Chief Product Officer da TradingWorks e especialista em Gerenciamento de Projetos, BPM, Mapeamento de Processos, Scrum, PMP, Bizagi, CDIA+, Kofax, VB.NET, C#, VB6, SQL Server e MS Project.

Mais conteúdos do blog