Controle de ponto online pra gestão de jornada fixa e home office.

Sumário

O que é PLR e como esse bônus funciona para sua empresa?

PRL

O PLR funciona como um incentivo pago pelas empresas aos seus funcionários, como reconhecimento de sua colaboração para o seu crescimento. Em 1995 os bancários reivindicavam uma forma de serem reconhecidos como parte dos grandes lucros das instituições bancárias e foi daí que surgiu o PLR.

PLR

Grandes profissionais quando analisam propostas de emprego é um dos itens que primeiro observam, pois eles sabem que as empresas que reconhecem seus trabalhadores utilizam o PLR.

O material humano sempre foi o grande desafio para as empresas, encontrar alguém que faça acontecer dentro do ambiente de trabalho é a busca de todo RH.

Além de ter um bom time, retê-lo é outro desafio ainda maior, por isso que algumas empresas entendem e utilizam o PLR como estratégia de retenção. 

Se você quer entender como o PLR funciona e qual a importância para sua empresa, fique conosco até o final e compreenda esse assunto. 

O que é PLR

PLR é uma sigla para Participação nos Lucros ou Resultados. Sua implantação é uma espécie de bônus oferecido pela empresa como reconhecimento do empenho de seus colaboradores.

Apesar de não ser obrigatório, o PLR é regulamentado  pela Lei 10101/2000 como sendo um percentual pago pelos lucros ou resultados de uma empresa depois do fechamento do ano letivo.

Mesmo sem ser obrigatório, uma vez que for feito um acordo, ou registrado na política interna da empresa, passa ter o compromisso de fazer esse pagamento.

Em algumas regiões já existem acordos entre os sindicatos laborais e patronais que determinam o seu pagamento, então, é importante verificar se já existe esse acordo.

Ao virar um compromisso empresarial, o não pagamento deixa a empresa vulnerável a sanções judiciais.

O fato de haver um acordo pré-estabelecido, não impede que a empresa decida fazer essa bonificação, mas que demonstre segurança aos seus colaboradores é bom que essa intenção fique registrada.

Essa é uma prática cada vez mais comum, e por muitas empresas, é usada como meta para a equipe. Veja agora como são feitos os pagamentos.

Como funciona os pagamentos

Quando se fala em compromisso de pagamento alguns gestores podem recuar, já são tantos compromissos legais e assumir mais um pode ser problema.

O principal objetivo do PLR é incentivar a bater metas de crescimento, ou seja, se não bater as metas, não tem pagamento, e se bater, existem recursos para se pagar o acordo.

Então, não precisa ter receios, pois esse é um incentivo de valorização do funcionário ou de sua equipe, para que bata as metas propostas.

Outro ponto a se considerar é que a legislação não determina as condições do benefício, e sim que uma vez feito, que seja respeitado. 

Como o principal objetivo da PLR é incentivar o comprimento das metas por meio da valorização do empenho de cada funcionário, as condições desse benefício são flexíveis.

Dentro do acordo, deve ficar determinado a forma de pagamento e as metas a serem alcançadas. Geralmente são adotadas duas formas de reconhecimento, observe:

  1. Setorial ou individual

Aqui, existe uma meta a ser alcançada pelo setor, ou pode ser ainda individual, e um valor a ser recompensado. 

Essa é a forma mais utilizada pelas empresas, é reconhecida como a forma mais justa e mais segura de fazer  este acordo funcionar.

Pode também ser em tempo determinado, por exemplo em um trimestre ou mesmo mensal. Também, pode ser indeterminado, ou seja, sempre  que a meta for alcançada haverá recompensa.

  1. Empresarial

Nessa situação toda empresa é beneficiada, ou seja não existe acordo por setor ou individual. A meta é corporativa e o bônus do PLR também.

Nessa forma de aplicar o PLR, todos recebem o mesmo incentivo, ao mesmo tempo.

Sempre essa forma levanta duas questões importantes, que fazem com que muitas empresas não a adotem.

Na primeira é que os esforços nunca são iguais, então sempre haverá um grupo que irá se esforçar mais, andar a chamada segunda milha, ou até a terceira, em busca das metas propostas.

E a segunda, é que pode haver,  insatisfação por parte da equipe devido a não cumprimento quando se percebe que um setor não se esforçou e por isso todos perderam a bonificação.

Esses dois motivos fazem com que muitas empresas optem pelo modelo setorial ou individual.

Qual a diferença entre PLR e PPR

Apesar de seus conceitos serem semelhantes, eles são diferentes.

O PLR como você já sabe se trata de Participação nos Lucros e Resultados, então fica fácil entender que esse bônus está vinculado ao lucro de uma empresa.

No PLR as metas e desafios são mensuradas visualizando a lucratividade, não havendo, o acordo não pode ser concretizado.

Já o PPR é Programa de Participação nos Resultados, perceba que o lucro aqui não é citado, ou seja o foco está no resultado, que pode ser lucroso ou não.

Então o PPR, apesar de sua semelhança, este não está vinculado a lucros, e sim a resultado que foi colocado como meta.

Quando aplicar PLR e PPR?

Quero começar dizendo que ambas as estratégias podem ser usadas pelas mesmas empresas, em situações diferentes.

Você já sabe como o PLR e o PPR funcionam e sua principal diferença, pode gerar uma dúvida, se no fim eles não são iguais, e pode ser que certa forma você esteja certo.

O PLR deve ser usado quando a empresa percebe que está em equilíbrio financeiro, mas tem espaço para crescer mais.

Nesse caso o bônus oferecido não vai afetar o caixa da empresa, pois se trata de um superávit.

No caso da empresa está trabalhando no vermelho, e querer dá um incentivo aos colaboradores de maneira pontual, para mostrar o potencial escondido.

Ou ainda, diante de uma demanda especial, que possa usar a tarefa como referencial, mesmo que isso não traga lucros para empresa, se usa PPR.

Aqui você entendeu que o PLR é uma estratégia que as empresas usam para reconhecer a participação da equipe nas conquistas da empresa.

Isso é muito importante, sempre que a empresa reconhece o empenho de seus colaboradores tem o respeito do grupo, como acontece com a questão das horas extras, sempre que existe transparência, tem uma boa participação.

Antes de aplicar o PLR, procure ter um bom controle de jornada como o Sistema de Controle de Ponto Eletrônico TradingWorks.

Autor do conteúdo:

Edgar Henrique

Edgar Henrique

Chief Product Officer da TradingWorks e especialista em Gerenciamento de Projetos, BPM, Mapeamento de Processos, Scrum, PMP, Bizagi, CDIA+, Kofax, VB.NET, C#, VB6, SQL Server e MS Project.

Mais conteúdos do blog

rescisão indireta

O que é rescisão indireta?

Você sabia que a rescisão indireta é um direito de todo trabalhador brasileiro que venha passar por uma situação em que seus direitos estejam sendo

Leia mais »