Controle de ponto online pra gestão de jornada fixa e home office.

Sumário

Impostos sobre a folha de pagamento: confira tudo que precisa saber

Impostos que incidem na folha de pagamento

Dentro de uma empresa um dos documentos mais importantes e delicados de serem feitos é a folha de pagamento, pois ela contém inúmeros dados de todos os colaboradores e funcionários de uma empresa.

Sendo assim, é muito válido que fiquemos cientes de todos os impostos que fazem parte dessa folha de pagamento para evitar qualquer tipo de engano em relação a esse assunto.

Você pode não saber, mas antes de recebermos o nosso salário são colocados uma série de impostos que são descontados de forma integral no nosso pagamento. Nesse sentido, todas essas informações podem ser encontradas na folha.

Então se você está interessado nesse assunto, venha conosco! E conheça todos os tipos de impostos que colocam sobre a folha de pagamento!

O que é folha de pagamento?

A folha de pagamento faz parte de qualquer empresa no momento do fechamento e conclusão mensal de todos os valores que devem ser pagos a todos os profissionais que exercem alguma função remunerada na empresa.

Sendo assim, a folha de pagamento é composta por diversas informações que são detalhadamente organizadas e arquivadas pelos responsáveis da empresa, geralmente são as pessoas que trabalham no RH.

Com isso, esse documento possui todas as informações referentes a valores brutos e líquidos do salário de cada indivíduo remunerado na empresa. Além disso, informa também os dados de cada colaborador e todos os impostos existentes.

As folhas salariais são preenchidas todos os meses para que a empresa possa pagar de forma correta e dentro da lei todos os funcionários com os direitos que lhe foram dados por meio da lei.

Além disso, essa folha é um dos principais documentos no caso de processos judiciais no âmbito trabalhista, pois com ele você pode ter acesso a todos os valores e encargos dos pagamentos realizados pelas empresas aos funcionários e colaboradores.

Impostos na folha de pagamento

O motivo dos trabalhadores não receberem o seu salário integral, é que ocorrem uma série de descontos referentes a impostos que devemos pagar. Então esses impostos são descontados do salário do empregado.

Então para que você fique ciente, fizemos uma captação dos principais impostos que com certeza fazem parte da folha de pagamento de uma empresa, veja:

FGTS na folha de pagamento

Se capta 8% do valor do salário bruto do empregador todos os meses para o fundo de garantia do mesmo. Isso está previsto dentro da lei e é um direito do trabalhador.

Nesse sentido, o FGTS serve como uma forma de proteção ao empregado, que tem esse valor descontado todos os meses e depositado em uma conta separada. No caso de uma demissão sem justa causa, você pode sacar esse valor.

No entanto, o FGTS é diferente dos outros impostos, pois o recolhimento desse valor é de total responsabilidade do empregador e não do empregado.

INSS

Diferente do FGTS, o INSS na folha de pagamento é descontado todos os meses do salário do próprio empregador para fins de pagar benefícios que futuramente o empregado venha a solicitar como a aposentadoria do mesmo.

Esse imposto é pago por muitos brasileiro para que possam garantir a aposentadoria das suas jornadas de trabalho quando chegarem a uma certa idade. Ao pagar o INSS, você tem uma garantia de que vai receber um valor ao aposentar de acordo com o que pagou.

Veja os benefícios que são pagos com o INSS:

  • Aposentadoria;
  • Auxílio-doença;
  • Salário-maternidade;
  • Salario-familia;
  • Pensão no caso de morte.

Sendo assim, esse valor é visto pelos trabalhadores não como um imposto, mas sim como um futuro investimento que pode servir para acessar a variados benefícios como os que vimos até aqui.

IR

O Imposto de Renda é um valor estabelecido pelo governo para que as pessoas paguem um imposto referente a todos os valores recebidos durante o ano todo. Sendo assim, é um valor que se desconta todos os meses para quem tem carteira assinada.

No entanto, esse imposto é diferente dos demais no sentido de vantagens, pois não traz vantagem alguma para o trabalhador. Sendo assim, é apenas uma taxa que você deve pagar anualmente.

Dependendo do salário que você recebe, o valor da porcentagem a ser paga aumenta:

  • Os colaboradores que recebem mensalmente o salário de até R$1.999,00 estão isentos do IR;
  • Pessoas que recebem mensalmente a faixa salarial de R$1.999,00 a R$2.967,00: alíquota de 7,5%;
  • Pessoas que recebem mensalmente a faixa salarial de R$2.967,00 a R$3.938,00: alíquota de 15%;
  • Colaboradores que recebem mensalmente a faixa salarial de R$3.938,00 a R$4.987,00: alíquota de 22,5%;
  • Colaboradores que recebem acima de R$4.987,00: aliquota de 27,5%.

Sendo assim, quanto maior o salário recebido pelo empregado, mais alto será a porcentagem de IR que ele deverá pagar de forma obrigatória dentro da folha de pagamento.

DSR na folha de pagamento

O descanso semanal remunerado também está dentro da folha de pagamento. Esse valor é referente aos dias em que o trabalhador passou de folga, no entanto, recebeu sua remuneração de um dia de trabalho normalmente.

Esse é um direito do cidadão, está estabelecido na lei que obrigatoriamente todos os trabalhadores devem ter ao menos um dia de folga remunerada semanalmente. Na maioria dos casos, esse dia é no domingo.

Então dentro da folha, você consegue ter acesso aos valores adicionados ao seu salário referentes a esse descaso. Isso mostra o quão importante é a folha de pagamento para o empregado e o empregador.

Existem outros tipos de impostos como:

  • Décimo terceiro;
  • Ferias;
  • Auxílio doença;
  • RAT (risco ambiental no trabalho).

No âmbito trabalhista, existem diversos aspectos que devem ser analisados e estudados com cautela para que você trabalhador tenha total conhecimento sobre os seus direitos dentro e fora da lei.

Por isso, acesse o nosso site da tradingworks e conheça tudo sobre diversos assuntos do âmbito trabalhista e profissional, além dos direitos referentes ao mercado de trabalho.

Autor do conteúdo:

Edgar Henrique

Edgar Henrique

Chief Product Officer da TradingWorks e especialista em Gerenciamento de Projetos, BPM, Mapeamento de Processos, Scrum, PMP, Bizagi, CDIA+, Kofax, VB.NET, C#, VB6, SQL Server e MS Project.

Mais conteúdos do blog