Controle de ponto online pra gestão de jornada fixa e home office.

Sumário

Como será feita a marcação de ponto pós-pandemia com os funcionários em home office?

funcionários em home office

A pandemia do novo Coronavírus fez com que muitas empresas fossem forçadas a adotar um regime de funcionários em home office. Com isso, novas medidas também passaram a valer, como outras medidas para a marcação de ponto.

Em um cenário pós-pandemia, entretanto, espera-se que o trabalho remoto se consolide. Afinal, muitos negócios observaram que podem reduzir custos e enxugar operações, com escritórios menores e mais produtividade.

Mas como o controle de jornada passará a ser feito na modalidade de home office? A seguir, veja a resposta para essa dúvida!

Funcionários em Home office precisam marcar o ponto?

A Reforma Trabalhista de 2017 instituiu a modalidade de trabalho em casa, com regras, direitos e deveres definidos. Entre as questões, a marcação de ponto para funcionários em home office foi estabelecida como não obrigatória.

No entanto, as empresas podem adotar o processo se ele for realizado dentro das regras do Ministério do Trabalho e Emprego. Com isso, apesar de não ser uma obrigação, há a possibilidade de seguir com essa proposta.

Como será a marcação de ponto para funcionários em home office?

Considerando que muitos colaboradores permanecerão no regime remoto, mesmo que parcialmente, é preciso pensar em soluções eficientes para manter a jornada sob controle, certo?

Nesse sentido, o melhor é pensar em um software de marcação de ponto eletrônico online. Com o sistema certo, os funcionários só têm que logar no app e apontar a abertura e o fechamento do ponto por meio do aplicativo. Com isso, todos os dados ficam integrados de forma simples.

A assinatura da folha de ponto também pode ser feita digitalmente. Na prática, os funcionários em home office não têm que se deslocar e há garantias quanto ao tempo trabalhado e à manutenção de direitos.

Quais são as vantagens de adotar uma solução tecnológica?

Vantagens do controle de ponto online no home office
A melhor forma de aumentar a produtividade é pensando de forma estratégica.

A escolha de um sistema para marcação de ponto online é muito vantajosa, ainda mais para os funcionários em home office. A decisão deve seguir as instruções do MTE e com homologação completa. Assim, é possível atuar com total segurança e se o risco de sofrer com a fiscalização.

Após fazer a escolha correta, é o momento de aproveitar os aspectos positivos que estão envolvidos. Veja quais são!

Maior controle e proteção

Não é porque a marcação é feita à distância que ela se torna menos segura. Com uma boa solução, é possível usar o recurso de geolocalização e até de reconhecimento facial dos funcionários em home office. Assim, reduzem-se os riscos de fraudes, o que melhora o cumprimento das regras determinadas.

Aumento da produtividade

Em vez de ter que lidar com muitos dados físicos e que precisam ser levados de um ponto a outro, toda a comunicação é digital. Os cálculos dos registros dos funcionários em home office ocorrem automaticamente e não há riscos de erros. Além de isso atender às regras de controle de ponto, é uma forma de aumentar a produtividade do time.

Adaptação ao novo normal

Recorrer a essa ferramenta é um meio prático de agir de maneira dinâmica para se adaptar ao que será considerado como a nova normalidade. A empresa tem a chance de explorar novas oportunidades com o trabalho remoto, sem descumprir leis ou complicar os processos internos.

No cenário pós-pandemia, com funcionários em home office, o sistema de marcação de ponto eletrônico online promete ganhar ainda mais relevância. Com a escolha de uma ferramenta completa, é possível aproveitar os benefícios dessa nova estratégia.

Para acompanhar novidades e tendências para o seu negócio, curta a nossa página no Facebook e nos acompanhe no LinkedIn!

home office

Autor do conteúdo:

Edgar Henrique

Edgar Henrique

Chief Product Officer da TradingWorks e especialista em Gerenciamento de Projetos, BPM, Mapeamento de Processos, Scrum, PMP, Bizagi, CDIA+, Kofax, VB.NET, C#, VB6, SQL Server e MS Project.

Mais conteúdos do blog