Controle de ponto online pra gestão de jornada fixa e home office.

Sumário

E-social: tudo que o RH precisa saber para estar por dentro desse sistema

e-social

O e-Social é um sistema cujo objetivo é centralizar a maior quantidade possível de informações a respeito dos profissionais. Sua implementação está ligada à necessidade de digitalização por parte dos órgãos governamentais. Por ser obrigatório, é fundamental que as empresas passem a adotar essa modalidade de escrituração e registro.

Como está, principalmente, ligado aos profissionais, o RH deve se preparar da maneira correta. Assim, é possível utilizar esse sistema de forma eficiente e longe de erros e punições para a empresa.

Na sequência, descubra tudo o que o RH precisa saber sobre a implementação do e-Social!

As informações dos profissionais devem ser atualizadas

Uma das principais preocupações deve ser “abastecer” esse sistema com os dados corretos e atualizadas. Os elementos pessoais dos colaboradores estão entre os mais importantes, como nome completo e documento de identificação.

Também será preciso adicionar informações referente ao emprego, como tabela a função desenvolvida, os horários e os turnos. Assim, todas podem ser cruzadas para que haja uma boa conferência.

Se qualquer alteração acontecer, o sistema deve ser atualizado. Se um profissional se casa e muda o sobrenome, por exemplo, os novos dados devem constar no sistema.

Os eventos periódicos e não periódicos são essenciais no e-Social

O RH também deve compreender que o preenchimento das guias e dos campos depende de alguns eventos. Eles são divididos entre periódicos e não periódicos, de acordo com a frequência que ocorrem.

Entre os eventos periódicos, estão o pagamento de remuneração, a apuração da Contribuição Sindical Patronal, e os pagamentos de rendimentos do trabalho.

e-socia

Já os não periódicos incluem a admissão e a demissão de funcionários, a comunicação de acidente de trabalho, as alterações de dados ou de contrato e assim por diante. Portanto, é importante incluir as informações referentes sempre que uma situação do tipo acontecer.

A implementação de sistemas eletrônicos facilita o processo

Como todos os dados do e-Social são digitais, o ideal é implementar a tecnologia em vários pontos do RH para simplificar a obtenção de informações. Nesse sentido, os sistemas eletrônicos se destacam.

Com o uso de um controle de ponto digital, por exemplo, é possível acompanhar a jornada dos colaboradores e criar a folha de ponto com facilidade. Essas informações serão essenciais para preencher os campos referentes à remuneração. Por isso, é interessante contar com recursos robustos e com as funcionalidades necessárias.

O acompanhamento quanto a inconsistências deve ser contínuo

Como o e-Social cria uma base comum de conhecimento sobre os dados dos trabalhadores, qualquer erro gera reações em cadeia que atrapalham outras etapas do negócio. Por isso, é indispensável identificar, corrigir e evitar possíveis erros.

A busca por inconsistências pode ser feita por meio de auditorias ou com o uso de ferramentas tecnológicas específicas. Assim que uma falha por reconhecida, é essencial realizar uma retificação no menor tempo possível.

O e-Social impõe uma grande transformação no RH das empresas, embora traga benefícios em médio e longo prazo, como o aumento na organização. Para essa implementação, não deixe de considerar todos esses aspectos e garanta que os dados estejam sempre adequados.

E já que as mudanças e avanços são o tema, veja como automatizar o controle de ponto no RH do futuro!

Autor do conteúdo:

Edgar Henrique

Edgar Henrique

Chief Product Officer da TradingWorks e especialista em Gerenciamento de Projetos, BPM, Mapeamento de Processos, Scrum, PMP, Bizagi, CDIA+, Kofax, VB.NET, C#, VB6, SQL Server e MS Project.

Mais conteúdos do blog