Controle de ponto online pra gestão de jornada fixa e home office.

Sumário

Retorno ao trabalho: quais cuidados tomar com o fim do home office?

retorno ao trabalho

Após tanto tempo de isolamento social, já é possível ver a normalização das atividades de vários setores. Com isso chega o fim do home office para muitos colaboradores. 

Mas apesar da flexibilização, o vírus ainda circula pelo país e a vacinação não se concretizou. Por isso é preciso ter muito cuidado com novas contaminações. 

Visto isso a retomada e os cuidados necessários para que ela seja feita de forma segura tem sido grandes preocupações da maioria dos gestores. 

Isso é ainda mais intenso para os setores que lidam diretamente com as pessoas. Nesse caso é preciso criar estratégias precisas e ter um excelente planejamento das operações. 

Tudo isso para evitar que funcionários e clientes sejam contaminados. No caso dos colaboradores, os afastamentos por doença tendem a tornar a retomada ainda mais complicada. 

Então continue com essa leitura para saber quais cuidados tomar na empresa com o fim do home office, visando garantir a segurança e saúde da sua equipe. 

Com o fim do home office, é essencial oferecer materiais de higiene e EPIs

O Sars-Cov2, conhecido como coronavírus, é transmitido por meio de secreções provenientes de pacientes com infecção ativa. Isso acontece principalmente por meio das gotículas de saliva que são liberadas pela boca, contaminando o ar e as superfícies. 

Sendo assim o uso de máscara é indispensável para reduzir o risco de contaminação dos ambientes e contágio de pessoas. 

Apesar de essa ser uma obrigatoriedade em todo o país e, todo mundo ter suas máscaras, fica sob responsabilidade da própria empresa oferecer esse equipamento de proteção após o fim do home office

Inclusive dependendo da jornada de trabalho, é preciso que o colaborador faça algumas trocas do equipamento, por isso é preciso fornecer em quantidade adequada. 

Em algumas funções em que os colaboradores lidem diretamente com outras pessoas é indicado o uso de face shield para impedir que o vírus chegue até o rosto. 

Outra recomendação importantíssima é que superfícies, objetos e mãos sejam limpos com álcool 70%, que deve estar sempre à disposição dos funcionários

Em caso de dúvidas sobre as recomendações de higiene e uso de equipamentos de proteção, é possível fazer consultas diretamente com o Ministério da Saúde. 

Higiene do ambiente 

Mesmo com o uso correto de equipamentos de proteção individual, é preciso garantir que o ambiente esteja limpo e livre de contaminações. 

Por isso a higienização constante do chão, móveis, objetos e superfícies em geral é muito importante. 

Isso se torna ainda mais importante para os objetos compartilhados por vários funcionários, como telefones, cadeiras, computadores, entre outros. 

A contaminação por meio das superfícies é muito comum. Para evitar em partes esse problema é preciso lavar constantemente as mãos e, evitar levá-las ao rosto.

Por fim, vale ressaltar que os sapatos podem transportar o vírus da rua para o ambiente de trabalho e, também entre os setores diferentes. 

Por isso o uso de tapetes sanitizantes é uma medida importante que ajuda a manter os ambientes livres de contaminações. 

Distanciamento das estações de trabalho 

Em uma situação de pandemia viral, é fundamental manter o distanciamento social visando evitar o contágio entre pessoas. 

Assim, uma das prioridades que surgem com o fim do home office é o espaçamento das estações de trabalho. 

É recomendado que haja pelo menos dois metros de distância entre duas pessoas. Caso isso não seja possível por limitação de espaço, é fundamental estabelecer um regime de revezamento entre os colaboradores de modo a possibilitar a adoção da medida. 

Além disso é muito importante que as salas sejam ventiladas. Por isso deve-se evitar o uso de ar condicionado mesmo em dias mais quentes, em vez disso deixe as janelas abertas. 

Elaboração de normas internas de combate ao vírus 

Apesar de as pessoas estarem familiarizadas com alguns procedimentos de segurança para o combate à Covid-19, no ambiente de trabalho é preciso que as regras sejam ainda mais rígidas. 

Por isso é fundamental que os gestores elaborem um manual com as normas internas adotadas no combate ao vírus. 

Isso pode ser feito por meio de uma cartilha em formato digital ou impresso que seja distribuída para todos os colaboradores. 

Além disso é bastante interessante promover um curso de conscientização sobre a importância da higiene correta. Ademais, o material também pode esclarecer dúvidas frequentes sobre a doença para ajudar no combate. 

A informação é a maior aliada no combate à pandemia. Assim, é a principal forma de evitar que a doença acometa os seus funcionários. 

Por fim, a distribuição de cartazes informativos por toda a empresa é de grande valia. Dessa forma, colaboradores são conscientizados sobre as principais medidas de segurança adotadas com o fim do home office. 

Controle da entrada dos colaboradores e medidas com os doentes 

Uma das principais preocupações com o fim do home office é a dificuldade em detectar precocemente as pessoas doentes; mas com algumas medidas é possível tornar isso um pouco mais simples. É essencial que haja controle de entrada de funcionários e aferição da temperatura. 

Em caso de qualquer suspeita é preciso afastar o indivíduo imediatamente e submetê-lo à testagem. Por isso recomenda-se que todas as empresas tenham testes disponíveis.

Em caso de confirmação, é primordial o afastamento tanto do doente quanto das pessoas que tiveram contato direto com ele. 

Afastamento do grupo de risco 

Os órgãos responsáveis pela saúde consideram grupo de risco pessoas idosas e que tenham doenças como diabetes, pressão alta, obesidade e problemas respiratórios

Esses indivíduos tem uma maior propensão a desenvolverem sintomas mais graves da doença. Portanto, é essencial que o fim do home office não ocorra para eles visando evitar a contaminação. Caso isso não seja possível, é preciso pelo menos adotar medidas mais rígidas com relação a esses profissionais. 

Com a flexibilização das medidas de isolamento social para combate a Covid-19, muitas empresas decretaram o fim do home office, pelo menos para uma parte dos seus colaboradores. 

Mas, para isso é fundamental a adoção de estratégias que visem reduzir a possibilidade do vírus se espalhar. Nesse sentido, é fundamental garantir a segurança e o bem estar de todos mesmo com o fim do home office. Quer saber como estruturar o retorno ao trabalho em 6 passos? Clique aqui e descubra como!

Autor do conteúdo:

Edgar Henrique

Edgar Henrique

Chief Product Officer da TradingWorks e especialista em Gerenciamento de Projetos, BPM, Mapeamento de Processos, Scrum, PMP, Bizagi, CDIA+, Kofax, VB.NET, C#, VB6, SQL Server e MS Project.

Mais conteúdos do blog