Sumário

Como fazer o controle de ponto em obras sem conexão com a internet?

controle de ponto em obras

Uma das principais dúvidas das empresas que possuem trabalhadores em campo é como fazer corretamente o controle de ponto em obras. 

Isso porque a utilização de planilhas manuais é um meio nada seguro de fazer isso. Além de que é extremamente trabalhoso para o departamento pessoal organizar essas informações. 

Anotações manuais frequentemente são motivos de processos trabalhistas e desentendimentos entre os colaboradores e os gestores ou empresa contratante. 

Além disso, mesmo para os trabalhadores em campo o controle de ponto em obras é obrigatório. Entretanto, manter o controle dos horários dos funcionários nesse caso não é muito simples. 

Mas então como fazer o controle de ponto em obras? Quais são as melhores formas de fazer isso? Continue lendo esse texto ppara descobrir a resposta!

O desafio de fazer o controle de ponto em obras 

É muito comum que muitos funcionários se utilizem da marcação manual, mas ela não é confiável. Afinal, isso pode provocar desentendimentos com os gestores e pode levar a um processo trabalhista. 

Além disso, é comum que sejam feitas marcações imprecisas, com a hora arredondada mesmo se o colaborador entra ou sai alguns minutos depois ou antes do horário previsto. Inclusive, de acordo com o Tribunal Superior do Trabalho, esse tipo de controle não é válido

Para a grande maioria das construtoras o controle de ponto em obras é um enorme desafio. Ainda mais em épocas em que as obras são intensificadas. Isso porque nesse caso o número de trabalhadores também aumenta, dificultando em muito o controle das jornadas

Essa falta de controle pode facilmente levar as empresas a terem prejuízos financeiros. Assim como também possui relação ao rendimento e satisfação dos seus colaboradores. 

Assim a melhor forma de se evitar problemas com isso é fazendo a utilização de um sistema automatizado que ofereça segurança e acurácia.  No entanto, nem sempre é tão simples ter um computador ou relógio de ponto disponível em campo. Afinal em algumas situações a conexão com a internet não existe no local e não há um lugar para instalar a máquina. 

Diante disso, a melhor solução que pode ser adotada para fazer o controle de ponto em obras sem conexão com a internet é por meio de um aplicativo

Nesse caso o trabalhador faz o registro na hora certa e, caso não exista uma conexão com a internet, os dados são armazenados e a transferência deles ocorre assim que o dispositivo for conectado. 

Essa é uma solução que cumpre as leis trabalhistas e possui diversas funcionalidades que ajudam tanto o trabalhador quanto o contratante.  

O controle eficiente do ponto é essencial em uma obra 

É inegável que fazer o controle de pontos em obras é algo fundamental para cumprir com as leis trabalhistas e supervisionar a carga de trabalho de cada profissional. 

No entanto, um controle feito de maneira adequada é fundamental também para garantir a otimização de processos burocráticos importantes. 

Em primeiro lugar, ter o registro das jornadas é necessário para que os profissionais responsáveis possam fazer cálculos de salários de maneira correta. Além disso, em alguns casos é preciso criar um banco de horas para esses colaboradores e esse é um desafio ainda maior. 

Apesar dessas utilidades, a que mais influencia na qualidade e eficiência do trabalho é a possibilidade que o gestor tem de acompanhar melhor a sua equipe. 

Saber a quantidade de horas trabalhadas diariamente também ajuda o gestor a calcular o tempo necessário para o término da obra e para ajustar a quantidade de mão de obra. Isto é, ajuda a ter uma melhor gestão do orçamento do projeto.

Dessa forma o gestor consegue superar um dos maiores desafios do trabalho, que é alcançar um índice de produtividade elevado e conseguir bater as metas estipuladas. Isso tudo respeitando os horários de descanso e as cláusulas previstas em lei. 

Como fazer o controle de ponto em obras sem conexão com a internet? 

De acordo com o artigo 74 da CLT, o controle de ponto é obrigatório para as empresas com mais de vinte colaboradores

No caso de construtoras esse número costuma ser bem maior visto que são necessárias muitas pessoas para fazer uma edificação. Assim como a empresa se ocupa de mais do que um empreendimento ao mesmo tempo. 

De acordo com as leis trabalhistas, o controle de ponto obrigatório pode ser feito por diversas vias. Assim, a empresa pode utilizar meios manuais, mecânicos e eletrônicos. Contudo, com a ajuda da tecnologia, já existem alternativas para se fazer isso de forma prática, rápida e segura. 

Os aplicativos móveis são considerados excelentes para isso, pois eles fazem o registro seguro dos dados. As informações são automaticamente disponibilizados para que a empresa também possa acessar. 

Assim é possível até fazer o controle de ponto em obras sem conexão com a internet. Nesse caso, as informações são salvas no celular do trabalhador. Quando ele se conectar novamente à uma rede os dados são enviados para o sistema. 

Ademais, é preciso ressaltar que esse sistema é muito mais seguro do que as planilhas manuais. Afinal, uma vez registradas, as informações não podem ser mais alteradas. Além disso, a entrada no sistema é segura, uma vez que utiliza recursos como senha e reconhecimento facial.

Por fim, é preciso citar ainda que todas as informações podem ser salvas em nuvem. Dessa forma, possibilita a consulta sempre que necessário. 

O aplicativo funciona off-line 

A maior vantagem do controle de ponto em obras utilizando um aplicativo é poder fazer a marcação off-line

Isso porque é muito comum que nos canteiros de obra não existam sinais de internet disponíveis. Ademais, a empresa não pode exigir que o trabalhador tenha uma conexão própria no seu dispositivo. Assim, essa é a única forma segura de realizar o registro de trabalhadores de campo. 

Mesmo que não haja uma conexão disponível, a marcação é segura. Com o GPS, o registro mostra exatamente o local onde o funcionário estava no momento em que realizou a ação. 

Fazer o controle de ponto em obras é um verdadeiro desafio, mas com os aplicativos mobile isso se torna possível. Assim os registros podem ser feitos de forma simples, prática e, respeitando-se as exigências legais. Conheça mais sobre a TradingWorks e como podemos te ajudar clicando aqui

 

Autor do conteúdo:

Edgar Henrique

Edgar Henrique

Chief Product Officer da TradingWorks e especialista em Gerenciamento de Projetos, BPM, Mapeamento de Processos, Scrum, PMP, Bizagi, CDIA+, Kofax, VB.NET, C#, VB6, SQL Server e MS Project.

Mais conteúdos do blog