Controle de ponto online pra gestão de jornada fixa e home office.

Sumário

Como motivar colaboradores em home office

home office

Depois de mais de um ano em home office já deu tempo de mudar a forma de ver e administrar essa situação.

Além disso, sempre ouvimos dizer que o home office surgiu de forma abrupta e que,  nem empresa, nem colaboradores, estavam preparados para essa modalidade de trabalho.

O fato é que enquanto alguns estão reclamando, para outros o home office caiu como uma luva, e para enfrentar o mercado é preciso olhar para frente e fazer a coisa funcionar.

Aqui traremos dicas importantes,

para isso vamos atacar em duas frentes: 

  • Como ser um líder de Home Office pós-covid-19 
  • Dicas para motivar seus colaboradores em home office. 

Fique conosco até o final!

Como Ser Líder de Home Office, na pós-pandemia

Existe uma realidade no Brasil, que a grande maioria dos líderes são escolhidos por uma análise orgânica, e depois que assumem a função eles não recebem nenhum tipo de treinamento.

Esse pode ser o seu caso, e você fica buscando informações constantes sobre liderança. Se for assim, parabéns!

O líder é aquele que vive numa busca constante de melhores oportunidades de crescimento, e isso vai nortear sua carreira, fazendo com ele sempre esteja em constante movimento de crescimento.

Porém, a pandemia do coronavírus trouxe uma realidade que deve ser observada.

Entramos no mundo digital, é certo que isso iria acontecer em algum momento, mas entenda que não foram somente as organizações que passaram por essa transformação digital, o mundo passou junto.

As pessoas nunca mais voltaram a ser as mesmas, e o mercado que também gostou desta transformação já olha para esse mar e vislumbra alcançar novas ondas. 

Acompanhe dois exemplos importantes do novo cenário que a pandemia abriu no mercado.

O primeiro exemplo vem do Cincinnati Children’s Hospital Medical Center (CCHMC), esse hospital infantil fica em Ohio nos EUA, em 2019 ele realizava cerca de 2000 tele atendimentos mensais, com a explosão da pandemia, e o isolamento social passou a atender 5000 chamadas por semana.

O incrível é que eles nunca imaginaram alcançar esse patamar sem antes fazer uma grande reestruturação, e depois desse crescimento meteórico eles não querem voltar aos antigos números.

“Eu continuo pressionando a mim mesmo e a nossa equipe para pensar sobre como usamos esse ponto de inflexão para reimaginar nosso potencial juntos, em vez de permitir que nossa organização apenas volte ao conforto de ‘Vamos fazer o que estamos fazendo’.”  Michael Fisher, CEO, Cincinnati Children’s Hospital Medical Center

Nosso segundo exemplo fica do outro lado do mundo, com sede em Dubai, está o  Majid Al Futtaim (MAF),uma grande rede de shopping centers, tiveram uma queda assustadora com o fechamento de seus cinemas, devido às medidas sanitárias impostas pelo governo, em contrapartida seu supermercado online explodiu de clientes.

Numa ação rápida da gestão do MAF eles colocaram 1000 funcionários, que antes eram porteiros e vendedores de ingressos, e os treinaram para servir ao supermercado virtual da empresa.

“As pessoas que você lidera têm grandes expectativas em relação a você. Eles querem que você seja perfeito e muitas vezes esquecem que você é humano. Mas quanto mais humano você é com eles, mais confiança e empatia eles lhe conferem.” Alain Bejjani, CEO, Majid Al Futtaim

Um pensamento antigo diz: ‘a equipe nunca vai além de seu líder’. Novos contextos de mercado exigem uma liderança diferente, por isso antes de mostrar as estratégias para usar com sua equipe, preferimos ‘treinar’ você com as novas tendências do mercado e o home office. 

O fator humano hoje é um diferencial na liderança estratégica do mundo pós-covid-19, pesquisas apontam que a liderança colaborativa é carro chefe do momento, e como ser esse tipo de líder, é o que vamos mostrar aqui:

Perfil Humano

Anteriormente as técnicas falavam mais alto no perfil do líder, mas a pandemia mexeu com o lado emocional de todos, inclusive de sua equipe.

Nesse momento o líder precisa mergulhar no interior das pessoas e entender seu lado emocional, o que realmente as motiva, como elas se sentem em relação à empresa.

O líder precisa tirar a capa de herói e mostrar também seu lado humano, para isso o autoconhecimento é uma bom caminho para se conhecer e entender seu grupo.

Inovação: Autonomia e Confiança

Nesse contexto de distância que o home office proporciona é momento de delegar poderes, explorar a autonomia de sua equipe e mostrar confiança nas suas decisões.

O perfil de líder que sempre sabe mais, hoje não funciona muito bem, é momento de ouvir mais, conhecer e preparar novos talentos.

É momento de valorizar o capital humano e mostrar que poderia conseguir mais se todos participassem de forma ativa dos projetos.

Acabe com os incentivos financeiros e comece a valorizar as pessoas.

Pense maior e mais rápido

Hoje, pode acreditar que mais do que no passado, sua equipe está cheia de projetos na cabeça, entenda que por mais que você líder tenha uma visão de águia, isso não impede que seus liderados também a tenha.

Como na conquista de um novo mundo, precisamos ser rápidos nas decisões, pois a competição está correndo. E essa conquista é sinônimo de união de forças.

Existem fatias do mercado a serem conquistadas que continuam virgens, esperando serem alcançadas, veja no exemplo do Medical Center, onde que eles imaginariam que de 2000 tele atendimentos mensais, chegariam a 5000 semanais.

Então se perceber uma porta aberta, seja rápido em entrar antes que seu concorrente chegue primeiro. Não pense pequeno e não seja lento.

Visão a curto e médio prazo

O gestor de hoje já passou o susto do impacto da pandemia, ele consegue olhar para frente e fazer planos a curto e médio prazo sem perder core-business.

O mercado foi levado a olhar para os seus resultados a curto e médio prazo, isso fez com as avaliações de resultados fossem mais frequentes.

Esse processo proporcionou dinâmicas mais rápidas, procedimentos mais ágeis, assim foi possível ver os acertos e erros, em tempo de poder mudar ou permanecer no mesmo caminho.

Contudo sua visão não pode perder seu negócio principal nessa busca de novos mercados.

Agora que trabalhamos um pouco seu perfil de gestor para esse momento, vamos trazer algumas técnicas a serem aplicadas com sua equipe a fim de ajudar na motivação e seu propósito.

Em pouco tempo veremos que apesar das lágrimas que a pandemia nos trouxe, ela também abriu as portas para um novo mundo, que em passos normais iriam passar décadas para alcançar.

Agora vamos parar de olhar para você gestor e vamos trabalhar as necessidades de sua equipe, entenda que os estudiosos estão focados nesse movimentos, e é baseado em seus estudos que precisamos organizar os times.

Continue lendo para aumentar seus conhecimentos para melhor administrar sua equipe de home office. 

Os desafios do home office

A Fundação Getúlio Vargas (FGV), realizou uma pesquisa, para retratar a realidade do trabalho do home office atualmente, e foi constatado que cerca de 38% dos entrevistados ainda não se encontraram nessa modalidade.

Muitos pontos foram colocados como desafios a serem vencidos. Entre eles encontramos os desafios de manter:

  • Rotina com horários equilibrados de trabalho e descanso;
  • Motivação para trabalhar;
  • Produtividade;
  • Concentração quando está trabalhando;
  • Comunicação de qualidade com a equipe.

Se você tem colaboradores em home office, saiba que estes são seus desafios, mas não queremos deixar você com esse desafio nas mãos.

Sendo assim, confira aqui 7 passos para motivar sua equipe!

Como motivar colaboradores em home office em 7 passos

1 – Prepare o Escritório do home office

Não se pode exigir profissionalismo num ambiente improvisado. Além disso, um dos pontos que vão dar uma qualidade de estrutura é seu colaborador ter um local decente para trabalhar.

Estruturar o local de trabalho é uma questão primária para que seu home office entre num clima de trabalho real.

Você conseguiria comandar, à distância, um time de futebol, sem eles terem: chuteiras, bola e campo de futebol?

Portanto, como exigir que seu home office trabalhe, tenha produtividade, sem equipamentos, mesa e uma boa internet.

Assim, é preciso dar estrutura de trabalho aos seus colaboradores mesmo em home office.

2 – Comunicação Ativa

Não existe relação profissional sem uma comunicação ativa, e esse é um dos fatores de reclamação em relação ao home office.

Uma comunicação aberta serve para que a equipe não se sinta sozinha, por isso que a gestão deve se fazer ouvir e também saber ouvir.

O home office abre espaço para conversas particulares. Assim, dedique um tempo para conversas individuais, ajuda você a compreender os desafios de cada membro de sua equipe.

Além disso, esse tipo de comunicação aproxima e traz dignidade e compromisso ao colaborador. Ele não poderá reclamar que está sozinho, e ao mesmo tempo você terá conhecimento de onde pode ajudar para que a produção.

A forma ativa de se comunicar é ter a certeza que a mensagem chegou da forma certa, no local certo.

3 – Crie um ritmo profissional

Que o ritmo de vida em home office muda isso é indiscutível. Imagine o quanto economizamos com todo tempo gasto em trânsito, o desconforto dos engarrafamentos e até mesmo a exposição ao perigo. Esse tempo pode ser otimizado, porém não se pode esquecer do tempo para produzir.

Uma das coisas mais comuns num ambiente de trabalho, é a sua rotina de expediente. Por mais que alguns detestem não existe outra forma de produzir sem que seja dedicado tempo.

Uma rotina bem detalhada com horários para iniciar e terminar, assim como seus intervalos fazem parte do dia-a-dia de todo colaborador. Se em home office não houver uma rotina a produção ficará comprometida.

Incentive sua equipe na construção de um ritmo profissional baseado numa rotina produtiva, mas faça isso com seu exemplo prático.

Além disso, replique a rotina do escritório, e não sinta que isso vai incomodar você na verdade está ajudando seu grupo a produzir melhor administrando seu tempo.

Hoje você pode contar com a tecnologia para ajudar no controle do tempo, você pode fazer um teste gratuito na Tradingworks.

4 – Feedback coletivo

Feedback é uma ferramenta preciosa na gestão de pessoas. Ele ajuda a conhecer o entendimento do grupo e individual.

Além disso, promove feedback coletivo fortalece o lado do grupo, criando aproximações antes desconhecidas.

Portanto, em suas reuniões promova um momento de feedback, e verá o impacto que vai causar nos seus colaboradores.

5 – Seja um líder presente

Sua presença mostra o valor que dá ao seu grupo de colaboradores. Você deve, apesar da distância, criar vínculos relacionais com seus colaboradores.

Um líder presente trata sua equipe como pessoas e não como números, isso vai aproximar você de seus colaboradores.

A nova realidade do home office exige uma aproximação diferente e ao mesmo tempo proporciona ambientes privativo, que pode gerar um gerenciamento privado

Um líder presente sabe o valor de sua equipe, e acolhe antes de liderar. É possível estar presente  mesmo   estando longe.                                                                  

6 – Plano de Carreira

Você como líder quer crescer, seus resultados não podem ficar estáticos, movimento é a marca de um líder.

Além disso, crescer representa sua competência em gerenciar, colocar os resultados no topo, e esse crescimento termina refletindo sua competência.

Da mesma forma, seus colaboradores têm o mesmo desejo, eles querem crescer, e se eles não sentirem essa possibilidade a tendência é acomodação.

Criar um plano de carreira vai motivá-los a desenvolver suas capacidades, e dessa forma todos crescem.                                                                                                                                                  

7 – Descomplique

Muitos erram querendo manter uma liderança cheia de detalhes, isso cria um ambiente pesado, cheio de desconfiança.

Seja um facilitador de sua equipe e para sua equipe, opte sempre pelo que é simples.

Uma postura que descomplica fortalece a confiança da equipe, motivando a voos solos.

Apesar de sua explosão há um pouco mais de 1 ano, muitas empresas já trabalhavam com home office. Além disso, outras grandes empresas que se viram obrigadas a adotar essa modalidade, já declararam que vão permanecer.

Com as dicas que você viu é possível organizar sua  equipe de colaboradores, motivando-os a crescer em suas atividades de home office.

E, se estiver preocupado em como realizar o controle da jornada de trabalho dos seus colaboradores em home office, não se preocupe. A Trading Works tem a solução ideal para sua empresa através do controle de ponto eletrônico ou digital.

Autor do conteúdo:

Edgar Henrique

Edgar Henrique

Chief Product Officer da TradingWorks e especialista em Gerenciamento de Projetos, BPM, Mapeamento de Processos, Scrum, PMP, Bizagi, CDIA+, Kofax, VB.NET, C#, VB6, SQL Server e MS Project.

Mais conteúdos do blog