Controle de ponto online pra gestão de jornada fixa e home office.

Sumário

Como estruturar o retorno ao trabalho após distanciamento social?

Veja como estruturar um retorno ao trabalho pós pandemia com segurança.

O retorno ao trabalho no pós pandemia é uma questão que está muito em pauta atualmente. Haja vista que a Covid-19 provocou uma série de modificações na sociedade e no mercado de trabalho.

Apesar do surgimento ininterrupto de novos casos da doença, a crise econômica está assolando o planeta. Por isso as empresas tem que adotar estratégias eficientes para manterem as suas atividades. Mas, ao mesmo tempo garantirem a saúde dos colaboradores.

Mesmo que muitas pessoas possam continuar em home office, existem várias atividades que não podem ser realizadas em casa.

Por isso grande parte dos trabalhadores precisam retornar, mas o futuro do trabalho exigirá das organizações a adoção de medidas de segurança eficientes, sobretudo com relação ao distanciamento social e higiene.

Então se você precisa saber como estruturar o retorno ao trabalho dentro da sua empresa, continue lendo!

Principais medidas de proteção para o retorno ao trabalho de forma segura

Diante da atual situação econômica do país é muito importante que as empresas reestruturem o retorno ao trabalho.

Contudo, isso deve ser feito de forma segura, respeitando todas as orientações do Ministério da Saúde. Assim, é possível o retorno enquanto se preserva a saúde dos colaboradores.

Infelizmente o home office não é possível em todos os casos e, a volta ao trabalho é imprescindível para a maioria das pessoas. Mas isso deve ser feito de maneira planejada e extremamente organizada.

Apesar de as medidas necessárias deverem ser adaptadas às diferentes empresas, existem algumas recomendações gerais. Veja quais são elas:

1.      Definir grupos de colaboradores e os horários de trabalho

A pandemia modificou a realidade das empresas. Assim, forçando algumas readequações e planejamentos mais intensos para que se faça um retorno ao trabalho adequado.

Antes de mais nada é preciso considerar que existe a necessidade de se manter o distanciamento social. Sendo assim entre dois colaboradores deve haver um raio de pelo mens 1,5 metros.

Isso é válido para qualquer ambiente, inclusive refeitórios, corredores, elevadores e banheiros, por exemplo.

Portanto o retorno ao trabalho deve ser iniciado apenas com os colaboradores que realmente não podem trabalhar em home office.

Além disso deve-se criar um sistema de escala de dias e horários e, divisão dos funcionários em grupos. Dessa forma evita-se que haja excesso de pessoas no ambiente, prejudicando o distanciamento.

Horários de intervalos e refeições também devem ser pensados de modo que pequenos grupos saiam de cada vez.

Outra questão importante é que os funcionários em idade de risco ou que sejam portadores de comorbidades não devem retornar nesse primeiro momento.

O mesmo deve ser feito com aqueles que são responsáveis pelos cuidados dos filhos em idade escolar. Haja vista que a maioria das instituições de ensino ainda não retomaram as aulas.

Para que essas questões sejam cumpridas é válido reorganizar o quadro de funcionários, bem como fazer a redistribuição das tarefas, de modo que os colaboradores citados anteriormente possam continuar trabalhando de suas casas.

2.      Atenção especial com a alimentação dos funcionários

Muitas empresas tem se preocupado em estruturar o retorno ao trabalho, mas às vezes algumas questões importantes são deixadas de lado.

Isso acontece com a alimentação. Nesse caso, ao mesmo tempo em que a empresa deve incentivar as refeições no local para evitar contaminações, é essencial que haja distanciamento adequado e higiene correta nos refeitórios.

Nas organizações que não possuem refeições próprias, os colaboradores devem ser estimulados a pedir delivery e, deve haver orientação sobre a higienização dos pacotes.

3.      Distanciamento e barreiras físicas

Apesar do retorno ao trabalho ser necessário, não se deve de forma alguma afrouxar as medidas de segurança. Por isso o distanciamento deve ser mantido por meio de ações como:

  • Manutenção de cadeiras com distância de pelo menos 1,5 metros;
  • Higienização frequente de estações de trabalho e, separação delas com barreiras de segurança, sobretudo onde o distanciamento é dificultado;
  • Orientação para que os funcionários higienizem as mãos e objetos do trabalho com frequência;
  • Proibição da formação de aglomerações;
  • Reuniões presenciais devem ser evitadas e, quando forem indispensáveis devem ocorrer em locais arejados e obedecendo o distanciamento mínimo.

4.      Disponibilização de materiais de higiene e equipamentos de segurança

Para que possa acontecer o retorno ao trabalho é essencial que a empresa se responsabilize por disponibilizar produtos de higiene e limpeza.

O álcool em gel, por exemplo, deve estar disponível em todas as áreas da empresa. Produtos para a limpeza e higienização adequada dos ambientes também devem existir.

É recomendado que a empresa disponibilize também máscaras aos seus colaboradores em quantidade suficiente para que sejam trocadas ao longo do dia e devidamente higienizadas.

Outros itens também são muito importantes, como termômetros e produtos de uso individual, como copos, talheres e esponjas para a lavagem da louça.

5.      Ventilação adequada do ambiente

Como já se sabe os vírus se espalham pelo ar e, por isso para a redução dos contágios é fundamental que o ambiente de trabalho esteja bem ventilado.

Sendo assim nessa fase inicial de retorno ao trabalho é preciso evitar os ambientes fechados e com uso de ar condicionado. Ao invés disso, portas e janelas devem ser abertas.

6.      Materiais informativos

Apesar de a pandemia ter provocado muitas modificações na forma como as pessoas vivem, aumentando o nível de cuidados sanitários, campanhas internas para evitar os contágios são imprescindíveis.

Nesse sentido é fundamental que o setor de recursos humanos se ocupe da comunicação interna referente às orientações para combate ao vírus.

Por isso em todos os lugares da empresa deve haver lembretes educativos, de fácil visualização com ações necessárias para a segurança de todos.

Isso pode ser feito também via e-mail, mensagens e por aplicativos, em forma de texto, áudio ou vídeos educativos.

Conclusão

Apesar das mudanças ocasionadas pela pandemia de Covid-19, as empresas precisam estruturar o retorno ao trabalho o mais rápido quanto for possível para minimizarem os impactos econômicos.

Mas é fundamental que isso seja feito seguindo todas as recomendações de segurança. Desse modo, será possível fazer o retorno ao trabalho sem grandes surpresas.

Com as orientações presentes nesse artigo é possível planejar o retorno dos colaboradores com segurança, visando o bem estar de todos.

Autor do conteúdo:

Edgar Henrique

Edgar Henrique

Chief Product Officer da TradingWorks e especialista em Gerenciamento de Projetos, BPM, Mapeamento de Processos, Scrum, PMP, Bizagi, CDIA+, Kofax, VB.NET, C#, VB6, SQL Server e MS Project.

Mais conteúdos do blog

rescisão indireta

O que é rescisão indireta?

Você sabia que a rescisão indireta é um direito de todo trabalhador brasileiro que venha passar por uma situação em que seus direitos estejam sendo

Leia mais »