Controle de ponto online pra gestão de jornada fixa e home office.

Sumário

A história do controle de ponto

A rotina de registrar o horário dos funcionários, horas extras e intervalos é uma prática que remonta ao período da popularização dos relógios e da concepção do trabalho como conhecemos hoje. Saiba tudo sobre a evolução do controle de ponto, um recurso tão importante nas empresas atualmente.

O controle de ponto como conhecemos hoje é o ato de documentar a jornada de trabalho de funcionários, que surgiu com a revolução industrial e consequentemente com o aumento do número de pessoas trabalhando em atividades da indústria e comércio.

O trabalho de controlar a jornada dos funcionários passou por diversas transformações até chegar nos métodos mais modernos que possuímos hoje, conheça essa história.

Evolução do controle de ponto

A obrigação de registrar o ponto dos funcionários é uma imposição que, aqui no Brasil, existe desde a criação da CLT, Consolidação das Leis de Trabalho, sancionada em 1.º de maio de 1943 durante o estado novo.

No início, o controle de ponto era feito manualmente, mas atualmente existem diversas tecnologias que facilitam esses registros, tornando o processo automatizado e livre de falhas ou aberturas que permitem fraudes.

Nos primórdios do processo de registrar os horários de funcionários, na década  de 1930, o controle de ponto era feito com o auxílio de um funcionário de confiança que anotava os horários dos demais em um documento.

Já entre 1940 e 1950 as indústrias e cadeias de comércio passaram a adotar os cadernos de registro, onde os próprios funcionários anotavam seus horários, prática que passou a ser utilizada por todo o século XX e ainda é praticada em alguns negócios apesar de ser muito suscetível à fraude.

Criação de dispositivos próprios para controle de ponto

Com o crescimento das indústrias e dos conglomerados houve a necessidade de aprimorar esse processo, o que aconteceu com a invenção dos relógios de ponto cartográficos por volta da década de 80. Neste período, enormes dispositivos conhecidos como relógio cartográfico começaram a ter seu uso difundido pelas empresas de todos os nichos do mercado.

Assim como o caderno de registro, o relógio de ponto ainda é muito utilizado atualmente, nesse método o funcionário insere um cartão de papel onde são impressas as horas que constam no relógio.

Apesar desse método auxiliar na redução das fraudes, ainda torna o processo no RH muito lento, já que o controle de horas trabalhadas e faltosas precisa ser feito manualmente. 

Com o avanço da tecnologia os cartões de ponto começaram a ser substituídos por dispositivos de controle de ponto biométrico ou por senha, eliminando a utilização de cartões de controle e possibilitando uma nova era para o RH das empresas: dos relatórios automáticos.

Com a chegada dos computadores, internet e softwares, os processos tornaram-se mais simples e seguros no controle do registro de ponto, porém ainda havia mais para evoluir.

O poder da revolução digital

Com o avanço das atividades virtuais e aprimoramento do uso dos recursos online, o registro de ponto também evoluiu para esse novo momento.

Com a flexibilização das jornadas de trabalho e visando otimizar os processos e melhorar a relação entre as empresas e seus colaboradores, criou-se o registro de ponto que utiliza interfaces virtuais, tecnologia de nuvem e mobile para registrar o ponto, com localização geoespacial e até reconhecimento facial para evitar fraudes.

Este sistema ainda garante praticidade ao RH com cálculos de horas extras, faltas e banco de horas automaticamente e em tempo real.

Entenda como esse sistema de controle de ponto funciona, acessando este link.

transparência nas informações 

Atualmente, existe maior transparência na carga horária, já que desde o surgimento dos relógios biométricos todos os funcionários devem receber um comprovante com seus horários do dia. 

No controle de ponto digital o colaborador tem como visualizar relatórios bem mais completos e os encarregados da gestão de equipe também podem acessar as mesmas informações.

Ao aderir a sistemas modernos de controle de ponto você descomplica o fluxo de trabalho, otimiza o RH e departamento pessoal da sua empresa, tem mais liberdade para criação de estratégias de trabalho e se relaciona de maneira mais saudável com os seus colaboradores.

Conheça como o sistema de controle de ponto pode descomplicar a sua rotina, converse com nossa equipe e marque um teste gratuito.

Autor do conteúdo:

Edgar Henrique

Edgar Henrique

Chief Product Officer da TradingWorks e especialista em Gerenciamento de Projetos, BPM, Mapeamento de Processos, Scrum, PMP, Bizagi, CDIA+, Kofax, VB.NET, C#, VB6, SQL Server e MS Project.

Mais conteúdos do blog

4 cursos de RH gratuitos

Você, profissional de RH, sabe mais do que ninguém a importância de se manter atualizado no mercado de trabalho, não é? Por isso, preparamos 4

Leia mais »